O futuro dos serviços bancários e o crescimento das fintechs.

O futuro dos serviços bancários e o crescimento das fintechs.
Usuário mobile de tecnologia financeira

O Brasil possui um sistema bancário há muito tempo consolidado de forma presencial, com algumas migrações ao meio digital ocorridas nos últimos anos.

As instituições financeiras passaram a adotar o sistema de internet banking, a fim de oferecer serviços bancários aos seus usuários, sem a necessidade de ir até o banco. Essa prática veio ao mercado financeiro como uma grande revolução nos métodos de atendimento e prestação de serviço.

Porém, algo que parecia chegar para somente facilitar a jornada do cliente, acabou sendo mais um incômodo com relação às taxas cobradas pelos serviços, causando assim um descontentamento por parte dos correntistas.

Nos últimos anos, as fintechs chegaram ao Brasil, com a proposta de disponibilizar os mesmos serviços bancários ofertados pelas instituições, mas de forma 100% digital e com o benefício de ser livre de várias tarifas. O que chamou a atenção de diversas pessoas e vem proporcionando a cada ano, um crescimento significativo para o segmento.

No início, muito se pensava sobre qual seria o futuro dos bancos digitais, visto que a forte presença dos bancos tradicionais e a migração de alguns serviços dos mesmos para o ambiente digital, vinha com a promessa de alavancar ainda mais o monopólio das instituições financeiras.

Ao contrário do que era previsto, as fintechs, além de ganharem seu espaço entre as pessoas mais jovens, muito pelo fato de estarem mais presentes na internet, também conseguiram fidelizar usuários dos maiores bancos do país, tanto em suas contas físicas, quanto em contas jurídicas.

Segundo dados do Distrito Fintech Report, até 2020 o Brasil contava com 742 startups financeiras, mostrando um aumento de 34% com relação ao ano de 2019.

O ano de 2021 tende a ter mais uma alta nesse número, pois são diversos fatores que contribuem para esse crescimento: o avanço da tecnologia entra como principal fator, pois fez com que diversas oportunidades fossem enxergadas por fundadores das startups, onde na imensa maioria, os serviços são feitos como um todo de maneira digital.

O Bank as a service é o futuro, está mais que comprovado que os serviços bancários são extremamente necessários para a vida cotidiana, mas as instituições financeiras se mostram cada vez menos importantes nesse processo. Além de recursos já conhecidos, o meio digital abre outras oportunidades para seus usuários. Exemplo disso é a criação do PIX, o meio de pagamento instantâneo implantado pelo Banco Central do Brasil, permitindo que uma movimentação financeira seja realizada em questão de segundos.

Acompanhando todas essas mudanças, a Live On traz diversos recursos para quem busca estar presente no ambiente digital através das fintechs. Oferecendo soluções em Bank as a service, o BaaS, permite que as mais avançadas tecnologias possam ser implementadas em seu banco digital, proporcionando uma experiência rápida e segura aos seus usuários, além da possibilidade de disponibilizar taxas muito mais atrativas.

Com relação ao PIX, disponibilizamos o PaaS (payment as a service), capacitando sua fintech para oferecer esse serviço, sempre através de uma plataforma 100% personalizada, com sua marca e suas cores.

Ainda dentro das novas oportunidades que a Live On oferece, temos o XaaS, que consiste em tornar tudo um serviço, visando desde já o que será o futuro.

Assim, estamos sempre alinhados às mudanças que a tecnologia proporciona, buscando sempre trazer a segurança das transações financeiras para nossas fintechs, através do ambiente online, e consequentemente, levar aos usuários uma experiência rápida, tranquila e livre de altas taxas, tudo com a comodidade do acesso e controle 100% digital.

Deixe uma resposta